sábado, 14 de março de 2009

Pior


Bem nem sei o que é pior. Nem consigo comparar.
Se um pai que deixa à mão de semear de um filho armas e balas/cartuchos, ou um pai que se esquece de um filho no carro durante 3 horas. Ambos morreram. Idades diferentes. Destinos iguais. Um morre por suicídio e depois de ter sido alvejado pela polícia após um acto de "loucura" ou "desespero" e ter morto todos os que encontrou à frente (pelo menos foi isso que li na imprensa), outro morreu asfixiado dentro de um carro ao sol. Se calhar tudo isto poderia ter sido evitado se houvesse um pouco mais de cuidado e atenção por parte dos paizinhos, não?
Enfim!
Fiquei sem palavras...

8 comentários:

Dina disse...

Há pessoas que nunca deviam ter filhos, não apenas homens mas pessoas em geral...e infelizmente parecem ser cada vez mais.

Betsie Zombie (Vanessa) disse...

Concordo plenamente contigo. Deve haver também mais responsabilidade!
Isso é verdade! Não há desculpa.

Eu mesma! disse...

é que não sei sequer o que é pior....

Abobrinha disse...

A minha primeira reacção foi: eu matava-o. Depois tentei meter-me na posição daquele pai... ele ia trabalhar, tinha a cabeça cheia de coisas, estava preocupado com qualquer coisa, concentrado. Eu sei que não é a mesma coisa esquecer-se de uma mala ou um telemóvel no carro, mas... na volta fez aquilo tantas vezes que naquele dia quando fechou o carro se convenceu mesmo que já tinha deixado a criança!

Foi um erro, um descuido e custou-lhe um filho! Que eu tenho a certeza que ele amava...

E foi prontamente constituído arguido por homicídio por negligência grave. Ao contrário de um casal de ingleses, relaxados de férias no "Allgarve" mas que não queriam que o descanso dos filhos perturbassem o seu relaxado jantar. Esses tiveram a solidariedade do país e gozaram com a polícia. Este pai estava a trabalhar! É tão injusto!

Jo disse...

tambem pensei nessa perspectiva! nao ha realmente justificaçao para um esquecimento deste tipo mas nos nao sabemos os problemas daquela familia....... provavelmente é um homem que tem a cabeca cheia! o tlm a tocar o dia todo com gente a pedir dinheiro das milhentas dividas que contraiu... bens penhorados..... imagino eu, como é o dia a dia de tantos nós! nao nao justifica mas consigo compreender

Angelik disse...

Sejam ingleses ou portugueses, ou marroquinos, só tenho uma opinião. Filho é filho.
Custa-me, como mãe ouvir estas histórias, tanto do pai português como dos pais da Maddie. Custa-me. Por mim ía tudo "de cana".

Obrigada pelos comentários.
Beijocas

Luis disse...

...

Anónimo disse...

NÃO ACREDITO QUE ALGUÉM AME MAIS UM FILHO DO QUE OS SEUS PAIS.
O QUE LEVA UMA MENTE HUMANA A EMBRENHAR-SE TANTO EM OUTROS AFAZERES QUE POSSA PERMITIR QUE ALGO SEMELHANTE ACONTEÇA? NÃO SEI. ESPERO NUNCA SABER. PORQUE MORRIA DE TANTA CULPA!!! NÃO QUERia estar no lugar deste pai.nunca mais conseguirá viver consigo mesmo. Há castigo pior do que esse?nem daquela mãe, pobrezita.
não consigo conceber, compreender ou justificar mas, afinal...
"quem nunca errou que atire a 1ª pedra!" ...